"Quando falamos em gestão contábil e fiscal, o controle, a expertise e compliance é tudo."
Rua Voluntários da Pátria, 475 - 11º Andar - Cj 1105-A, Centro - Curitiba/PR
  • (41) 3665-7770
  • (41) 99965-7770

Tecnologia da informação reduz custos para pequena empresa

Fonte: Agência Sebrae de Notícias
Andréa Avelar Cerca de 39% das micro e pequenas empresas brasileiras não fazem investimentos em tecnologia da informação (TI). O dado foi apresentado pelo engenheiro Arquimedes Oliveira, presidente do Sindicato da Indústria de Informática (Sindfor) no seminário 'Como fazer negócios utilizando a tecnologia da informação', realizado na Feira do Empreendedor em Belo Horizonte na terça-feira (2). Oliveira destacou que alguns mitos ainda prevalecem. "Muitos empresários pensam que são pequenos demais para investir em TI, mas não há tamanho mínimo para que uma empresa possa se beneficiar da tecnologia. Outro erro é pensar que tecnologia é cara, inacessível para os pequenos. Hoje os custos despencaram", disse. Em muitos casos os empreendedores têm à sua disposição recursos gratuitos na internet. O engenheiro e mestre em Administração Antônio Carlos Amorim destacou que a infra-estrutura de TI disponível na internet é pública. Transmissão ao vivo, aplicativos, redes sociais como, Orkut e Hi5, blogs, entre outros, transformaram-se em poderosos recursos de divulgação e realização de negócios. De acordo com Amorim, em todo o mundo, 1,4 bilhão de pessoas têm acesso à internet. No Brasil são 19, 6 milhões de pessoas. "Desse total, mais da metade utiliza as redes sociais, mas elas ainda não são vistas como plataformas de negócios", explicou. Amorim citou o exemplo de uma pequena empresa, a Safira Sedas, para mostrar a força das redes sociais. "Foram criadas comunidades da loja em sites de relacionamentos, a empresa foi indexada no Google e se cadastrou no Pague Seguro – um aplicativo gratuito – que permite a venda pela internet. Em seis meses foram contabilizadas 18 mil visitas". A tecnologia melhora o acesso às informações para tomada de decisões, automatiza as tarefas rotineiras, melhora o controle interno das operações e facilita o atendimento ao cliente. "As empresas que investem em tecnologia exportam, crescem e geram empregos", disse Lúcio Fonseca, que ministrou a palestra Inovação e tecnologia. Fonseca destacou que os empresários podem usar as ferramentas tecnológicas para reduzir custos de produtos e serviços. O uso de rede de dados (Voip) como alternativa à telefonia tradicional é outro exemplo de como a internet pode contribuir para reduzir custos para as micro e pequenas empresas. Para os empresários que pretendem aproveitar os recursos da internet, os especialistas explicam que o primeiro passo é definir o objetivo. "Se a intenção é estimular as vendas, o empresário deve escolher qual o conteúdo, quais aplicações e quais as interações sociais serão utilizadas", disse Amorim.